Deputados e senadores que compõe a Frente Parlamentar Mista da Reforma Administrativa querem criar um órgão para medir o desempenho dos servidores públicos. E como resultado está previsto até mesmo o desligamento do servidor de suas atividades.

De acordo com informações apuradas pelo jornal Folha de São Paulo, a ideia dos parlamentares seria contar com uma “agência de Recursos Humanos do Estado”.

O Sinditamaraty está acompanhando toda a movimentação relacionada a tramitação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 32/2020. “Observamos com preocupação o debate e a possível criação desta agência”, detalha o presidente do sindicato, João Marcelo Melo.

Além de avaliar o desempenho dos servidores, este órgão também deve estabelecer quais os critérios para a ocupação de cargos comissionados, organizar a realocação de pessoal e definir parâmetros nos editais de concursos.


Acompanhe o Radar do Sinditamaraty sobre a Reforma Administrativa:

Reforma Administrativa chega ao Congresso Nacional

Confira análise sobre a Reforma Administrativa

Frente Parlamentar em Defesa do Serviço Público trabalhará para manter estabilidade de futuros servidores

ARTIGO: Atuais servidores serão imediatamente prejudicados pela reforma administrativa

Acessar
x
x
x